Conhece aqui as acções da JSD Monchique. A força de uma juventude diferente, com a coragem de lutar e viver por inteiro as ideias em que acredita.

sexta-feira, janeiro 16, 2004

Tuta cumpre exigência da JSD


COMUNICADO

Na sequência da crítica feita no passado dia 9 de Janeiro em Comunicado, ao facto da Biblioteca de Monchique se encontrar fechada há um ano, tendo neste dia sido entregue uma carta ao Sr. Presidente da Câmara a exigir a abertura imediata deste espaço, a Comissão Política da JSD Monchique vem informar a população do seguinte:

1. A Biblioteca abriu ao público no passado dia 13 de Janeiro (apesar da população não ter sido informada do mesmo);

2. A Biblioteca chama-se “Biblioteca António Silva Carriço”, uma proposta do Partido Social Democrata, que pretende assim homenagear uma figura monchiquense que sempre se dedicou à agora extinta Biblioteca Fixa, nº 31 da Fundação Calouste Gulbenkian com profissionalismo e dedicação, prestando um inestimável serviço à população e a todos aqueles que usufruíram daquele serviço, enriquecido pela sua simpatia, atenção, disponibilidade e conhecimentos;

3. A abertura da Biblioteca fez-se sem direito a qualquer inauguração (compreensível já que se tratou de uma decisão à pressa, e sem estarem criadas as condições, como catalogação de livros, etçª) ou homenagem à pessoa que lhe deu o nome, o que revela a falta de sensibilidade deste executivo e a falta de respeito pelas pessoas;

4. O Sr. Presidente da Câmara afirmou que o facto da Biblioteca estar fechada há um ano se deve à recente vaga de incêndios que assolou o concelho. Importa questionar porquê? Qual a relação entre as duas situações? Será essa a desculpa que irá usar para tudo o resto que prometeu e não vai cumprir, repetindo o que sucedeu após as cheias de 1997?

A JSD assume uma vez mais a sua determinação em agir, intervir e contribuir activamente para a mudança que Monchique precisa. Continuaremos interventivos nos problemas do concelho, mais concretamente naqueles que dizem respeito à juventude e estaremos sempre presentes a exigir daqueles que nos (des)governam tudo aquilo a que temos direito, e que consecutivamente nos vêm negando.

Monchique, 16 de Janeiro de 2004
A J.S.D. Monchique

 
Site Meter